segunda-feira, 21 de setembro de 2009

MOVIMENTO RIO CUBATÃO SUL VIVO ESCLAREÇE

Dando continuidade as ações em defesa das cidades de Santo Amaro da Imperatriz e Águas Mornas, o MOVIMENTO RIO CUBATÃO SUL VIVO publicou no jornal VIP (circulação na grande Florianópolis) uma matéria esclarecendo ainda mais as comunidades sobre as verdades dos projetos das PCHs, nestes respectivos municípios. Entre no site do jornal (link abaixo) e leia na íntegra a matéria.

Você vai poder comprovar que nosso movimento não "fala inverdades" como está sendo publicado pelos empresários, e muito menos somos "ambientalistas hipócritas", como declarou o secretário do meio ambiente do município de Santo Amaro da Imperatriz. Todas as declarações realizadas por nosso movimento são embasadas de forma técnica e são detectadas pelo próprio projeto, através das medidas mitigatórias, que de forma mais simples significa "tentar arrumar o estrago que será feito"



E a batalha segue, até quando?


Iniciativa MOVIMENTO RIO CUBATÃO SUL VIVO.




terça-feira, 1 de setembro de 2009

BELA IMAGEM

MAIS UMA DE NOSSAS BELEZAS NATURAIS.....

IMPORTANTE CITAR QUE ESTA FOTO NÃO TEM TRATAMENTO ALGUM, ESTAS CORES SÃO NATURAIS E REFLETEM A EXUBERANCIA DESTE LUGAR.
LINDO NÃO É? POIS ESTE É UM DOS LUGARES ATINGIDOS PELA PRIMEIRA PCH, SECANDO ESSA BELA PAISAGEM.

((((( PARA COMPLEMENTAR, LEIA O TEXTO ABAIXO )))))


segunda-feira, 31 de agosto de 2009

ATÉ QUANDO?

ATÉ QUANDO...
vamos ter que baixar a cabeça para as pessoas que nós mesmos designamos para exercer determinada função de poder (políticos). Até quando vamos ficar com essa ameaça constante pairando sobre nossa comunidade? Até quando vamos ficar indignados por atitudes de orgãos que tem objetivo de zelar e não o faz como deveria?

Assim que descobrimos o que estava por acontecer em Santo Amaro da Imperatriz e Águas Mornas, iniciamos uma busca incansável por informações e pessoas que já tinham vivenciado este tipo de situação, ou que tinham conhecimento técnico neste assunto. Não queríamos parecer um grupo de radicais e sim um grupo de pessoas com argumentos reais de que isso não poderia acontecer. Sempre deixamos bem claro que não somos contrários ao crescimento energético do país, apenas achamos que seria injusto comprometer uma biodiversidade única e uma natureza tão exuberante por TÃO POUCA GERAÇÃO DE ENERGIA.

Alcançamos um grau de conhecimento, e o movimento tomou uma proporção que nem nós mesmos imaginávamos, pois a insatisfação tomou conta de muita gente. Hoje temos apoiando este movimento pessoas da comunidade, estudiosos, ambientalistas, doutores e ongs de diversas partes, contribuindo cada um com seu conhecimento, e agregando forças.
Nossa batalha é diária. Não temos prazos e nada é determinado, SERÁ LICENCIADO OU NÃO? Motivos não faltam para que NÃO SEJA CONCEDIDA A LICENÇA, basta citar que elas seriam instaladas em torno de um parque estadual de preservação ambiental (PARQUE ESTADUAL DA SERRA DO TABULEIRO). Este seria sem dúvida o único motivo para o indeferimento do projeto. Porém mesmo assim este processo já se estende por anos e anos. Logo em seguida temos demais impactos como o social, e a quebra de uma rede sutentável que é o turismo local.

Nossa região é rica em atrações naturais, que ainda não são utilizados e aproveitados da melhor forma, porém mesmo assim já é reconhecida. Nossa privilegiada geografia proporciona um cenário perfeito para a prática do eco turismo e o turismo de aventura, sendo refêrencia para o Brasil e o mundo, já que temos registros de turistas vindos de 32 países para conhecer e desfrutar das belezas naturais de Santo Amaro da Imperatriz e região. Somos a capital catarinense das águas termais, considerada a segunda melhor água do planeta. Por exemplos práticos de outros lugares do Brasil não existe possibilidade de conciliar geração de energia com turismo, principalmente se tratando de Eco turismo.

É a junção de todos esses fatores que fazem com que a cidade de Santo Amaro da Imperatriz seja a mais bem classificada entre praticantes de eco turismo do Brasil, através de um enquete realizada no site do ministério do turismo (anexo 2). Florianópolis ocupa a terceira colocação.
Os olhos do mundo se voltam para nosso estado, devido essa natureza exuberante que fascina qualquer turista, você duvida? ASSISTA O VÍDEO ABAIXO, que foi divulgado no Fórum Mundial do Turismo que aconteceu pela primeira vez na América Latina na cidade de Florianópolis, em maio de 2009, e porque em Florianópolis? Será porque o respeitado jornal The New York Times destacou esta ilha como um dos melhores roteiros de turismo do mundo? Não, simplesmente porque aqui estão os melhores roteiros, as melhores opções, os grandes cenários naturais, e fomos eleitos pela segundo ano consecutivo o melhor estado para turismo do Brasil, prestes a conquistar o terceiro título

Nosso governo, através da Santur divulga nosso estado e nossas atrações para mais de 40 países de diversos continentes, em feiras, salões e estratégias de marketing diversas, a foto abaixo (anexo 1) é de um turista que fotografou uma propaganda de nosso estado no metro de Londres e a mesma campanha é realizada nos metros de Nova York.
Sendo o Rio Cubatão hoje um dos ultimos do estado livre de geração de energia, com prática do turismo de aventura, onde esse turista irá praticar a atividade? Afinal nossas atrações estão sendo divulgadas e ao mesmo tempo devastadas pelo progresso sem limites!

NÃO SE TORNA PROPAGANDA ENGANOSA DE NOSSO ESTADO?

Enfim, motivos não faltam para que possamos manter nossas belezas naturais intactas encantando pessoas, e não sendo trocadas por toneladas de concreto armado, alimentando interesses financeiros de poucos. Esperamos que os orgãos responsáveis pelas licenças deste projeto leve em consideração todos os fatores nocivos citados. Nossas cidades tem como vocação a geração de outra energia, a energia limpa, a energia da saúde, do bem estar e sustentabilidade em todos os sentidos.
Anexo1
Anexo 2

Agora assista aqui qual a verdadeira vocação de nosso estado
video


MOVIMENTO RIO CUBATÃO VIVO.

AUDIÊNCIA PÚBLICA

Aconteceu no ultimo dia 27/08/2009 uma audiência pública na comunidade de Lurdes sobre a instalação de três, das seis PCHs na bacia hidrográfica do Rio Cubatão, são elas:

- PCH SACRAMENTO
- PCH CALDAS DO NORTE
- PCH CANTO DOS SCHULWZ

Não divulgado para os principais interessados em saber e discutir este assunto, ou seja, os moradores da comunidade, o MOVIMENTO RIO CUBATÃO VIVO, no dia que antecedeu a audiência, realizou um trabalho de divulgação e alerta aos residentes, formados por sua grande maioria de agricultores que utilizam as mesmas terras que serão alagadas e desapropriadas, para plantio e sustento de suas famílias. Com a presença da comunidade o evento foi de suma importância com levantamentos e questionamentos que terão que ser analisados pelos orgões responsáveis pela legalização dos projetos (FATMA) e também pelos empreendedores. Abaixo você confere algumas fotos do público presente, e também algumas das diversas belezas naturais que o projeto ameaça.




MOVIMENTO RIO CUBATÃO VIVO






domingo, 30 de agosto de 2009

PROPAGANDA ENGANOSA

Você já deve ter visto esse vídeo em circulação na TV. Assista e preste atenção no texto.

video

Santa Catarina sempre cuidou bem de sua natureza!
Se fosse assim não seríamos um dos estados campeões em desmatamento da mata Atlântica, perdendo apenas para o estado de Minas Gerais. E nosso novo código ambiental onde fez com que o ministro do meio ambiente Carlos Minc determinasse aos fiscais do instituto Brasileiro do meio ambiente (IBAMA) que ignorasse esta lei, multasse e prendesse agricultores e quem mais seguir determinações dete código. Isso é cuidar bem de nossa natureza?

Elas Respeitam os usos multiplos da água como a irrigação, o turismo e as atividades esportivas!
Como todos sabem as PCHs tem barramentos que impedem a passagem da água, liberando mísera vazão sanitária, onde o rio seca por alguns quilometros. Desta forma como pode haver irrigação? Como pode haver turismo? como pode haver práticas esportivas no rio seco? A partir do momento que algo impede a utilização da água de alguma forma, não se trata mais se uso multiplo, e sim de uso único.

As belas imagens deste rio do vídeo são do Rio Cubatão do Sul, exatamente o lugar que seca. Essa bela cascata é o Salto Do Rio Cubatão, que segunda o projeto da PCH Santo Amaro seca totalmente essa água, que passa por dentro de dutos enterrados em montanhas.

Mais uma vez nosso povo sendo enganado com belas, porém falsas imagens!

VAMOS JUNTOS NESSA LUTA!

FAÇA PARTE DESTA CORRENTE!



O nosso querido Verde Vale das Termas, abrangendo os municípios de Águas Mornas e Santo Amaro da Imperatriz (estado de Santa Catarina), que há muito vem encantando visitantes de todos os cantos do planeta por sua natureza ímpar e exuberante, poderá deixar de ser o mesmo que conhecemos dentro de pouco tempo.

Com um número cada vez maior de licensas emitidas para estes emprreendimentos no estado de Santa Catarina, as PCH’s (Pequenas Centrais Hidrelétricas) pretendem transformar nossas cidades, ou melhor, o nosso Rio Cubatão do Sul, em um canteiro de obras. Barragens com mais de 20 metros de altura, túneis que cortarão montanhas, desvios no curso d’água para canais artificiais ou tubulações subterrâneas, inundações em alguns cantos e secagem do rio em outros, serão alguns dos impactos ambientais visíveis.

No total, serão 6 usinas na Bacia Hidrográfica do Rio Cubatão. A área afetada terá início na Vargem Grande e irá até as proximidades da Estrada Velha, centro de Sto Amaro da Imperatriz.

O famoso Salto do Cubatão, que tem hoje uma vazão média de 12 m³/s, deixará de existir! Passará a ter um fio de água, chamado “vazão sanitária”, que corresponde a irrisórios 2 m³/s.

AS TERRAS DO ENTORNO ONDE O RIO SECARÁ, SERÃO DESVALORIZADAS, E ESTE SERÁ UM DOS IMPACTOS ECONÔMICOS QUE TODOS OS PROPRIETÁRIOS DESTAS TERRAS SOFRERÃO!

Uma PCH não precisa consultar a municipalidade e seus cidadãos para ser construída. Basta um projeto feito à revelia dos demais interessados juntamente com um estudo de impacto ambiental simplificado, para que as devidas licenças sejam obtidas.

É evidente que uma PCH pode causar menor impacto do que uma grande central hidrelétrica, contudo, dentro das especificidades sócio-ambientais de uma região, pode infligir impactos muito graves e irreversíveis para um ecossistema determinado e para as populações que nele e dele vivem. Outro aspecto é: não será 01 (uma) PCH: serão 6 (SEIS)no total (incluindo o rio Forquilhas)

O Rio Cubatão do Sul é extremamente importante. Sua bacia é classificada como estratégica por ser responsável pelo abastecimento de toda região metropolitana da Grande Florianópolis com água potável de qualidade, beneficiando cerca de 800.000 (oitocentas mil) pessoas. Este manancial é uma riqueza que pertence a todos nós.

É indiscutível a vocação turística de Santo Amaro da Imperatriz e região. Turismo este, indicado pelo Governo Federal como estratégico para o desenvolvimento social e econômico do País, sendo referência como prática do Eco turismo e turismo de aventura e turismo de Águas Termais. Em lugar algum do planeta se conseguiu até hoje consiliar de forma harmonioza o turismo e a geração de Energia

Será que devemos mudar a tendência da economia local? Devemos deixar de empregar mais e mais pessoas no setor turístico em favor DE um único empreendimento que, terminada a construção/instalação (cerca de 3 anos) precisará somente da mão de obra especializada de 3 ou 4 pessoas, NO MÁXIMO!

Devemos deixar de obter renda em torno de vários pequenos empreendimentos que empregam mão de obra local (turismo), em favor de uma única empresa, CUJOS SÓCIOS SÃO ATUALMENTE DUAS PESSOAS?

Deveremos abrir mão de nossa qualidade de vida, de nossa natureza exuberante e rica, QUE JÁ ATRAIU PESSOAS DE TODO BRASIL E MAIS 32 PAÍSES, em favor de toneladas e toneladas de cimento armado que gerarão uma quantidade irrisória de energia elétrica (11,5 MEGAWATS)?

DEVEREMOS ABDICAR DE NOSSO DIREITO DE ESCOLHA COMO CIDADÃOS LIVRES E ACEITAR GOELA ABAIXO ESTAS IMPOSIÇÕES?

De médio à longo prazo, temos certeza de que a indústria limpa do turismo trará cada vez mais desenvolvimento, renda, emprego e recursos para a região. E o que isso representa? ISSO REPRESENTA QUALIDADE DE VIDA, ISSO REPRESENTA EDUCAÇÃO EMBIENTAL, ISSO REPRESENTA RESPEITO A VIDA E AS GERAÇÕES FUTURAS.

Não falamos aqui somente de turismo ou ecoturismo ou em atividades como rafting, rapel, caminhadas, etc... Falamos de restaurantes, sorveterias, padarias, mercados, pousadas, pesque pagues, hotéis, postos de combustíveis, bancas de revistas, artesãos, taxistas, oficinas mecânicas e todas as empresas que prestam serviços no município, e serão drasticamente atingidas!

O turismo é uma grande rede onde vários setores estão interligados de forma que todos crescem harmoniosamente.

Não somos contrários ao desenvolvimento do país, nem contra o crescimento energético e nem mesmo contra PCHs. Somos contrários a instalação deste empreendimento margeando um parque estadual de preservação com uma biodiversidade única.

Queremos sim, preservar a natureza, nosso direito ao trabalho e nossa consciência, pois isto sim, engrandece os homens verdadeiramente.

Acompanhe e faça parte desta corrente em defesa de nossa qualidade de vida!

MOVIMENTO RIO CUBATÃO VIVO